Pular para o conteúdo principal

VOCÊ SABIA QUE CADA FORMA DE ABRAÇAR TEM UM SIGNIFICADO ?

Você sabia que cada forma de abraçar tem um significado?


Você sabia que cada forma de abraçar tem um significado?



Existe uma bela frase de Eduard Paul Abbey que diz: “Eu acredito somente no que posso tocar, beijar ou abraçar. O resto é apenas fumaça.” Abraçar pode ser amor, paixão, ou até mesmo ódioÉ uma expressão capaz de representar uma enorme gama de emoções.

Abraçar é um ritual muito importante, mas nem sempre significa o que nós realmente amamos, desejamos ou sonhamos. Na verdade, é um gesto de linguagem não verbal regido pelas normas culturais das diferentes sociedades. Pode ser um pequeno oásis de privacidade, um refúgio de paz, ou mesmo um gesto de falsas declarações e enganos.

As diferentes maneiras de abraçar

Os psicólogos desenvolveram uma peculiar “classificação do abraço”. Na realidade, eles fizeram mais de uma, mas para este artigo vamos falar da classificação de Arturo Torres, porque acreditamos que é a mais completa. Você gostaria de conhecê-la?
Torres fala sobre a influência do abraçoEste gesto tem o poder de deixar no nosso corpo uma marca profunda e permanente. Mas, como dissemos, tudo isso depende da intenção da pessoa, dos sentimentos, das emoções… e especialmente, de como a pessoa que recebe o abraço o interpreta.

Abraços clássicos

Vamos começar pelo primeiro da lista que, neste caso, é o abraço clássico. Duas pessoas se abraçam com força deixando as cabeças uma ao lado da outra.

Na verdade, este é um abraço muito íntimo. Os peitos se juntam e as cabeças ficam muito próximas. Além disso, geralmente dura dois ou mais segundos, porque esse ritual tem um encanto especial. Certamente você já abraçou assim ao se despedir de alguém querido ou em um reencontro.

Abraços de dança

Como o próprio nome sugere, podem estar associados com a música. Normalmente, uma pessoa abraça a outra segurando a sua nuca. música transporta os dançarinos para um mundo mágico e romântico, repleto de amor, intimidade e beleza.

Abraço visual

Quando o abraço tem um contato visual, existe um componente especial. É simples, muito íntimo, e com as duas pessoas coladas uma de frente para a outra. Mas o espaço deixado entre os dois na altura do peito é substituído pela proximidade dos olhares cúmplices e carinhosos.

Abraço entre colegas

Outro abraço clássico é o abraço entre colegas: são duas pessoas sem intimidade ou afinidade especial. Eles simplesmente dão um tapinha nas costas do outro por um trabalho bem feito ou pela proximidade devido a algum fato concreto. No entanto, as cabeças não se juntam e não existe um forte sentimento.

Abraços assimétricos

O abraço assimétrico ocorre entre duas pessoas com alturas diferentes. Neste caso, a conotação é puramente passional e erótica. De fato, é mais usado durante um ato íntimo ou sexual.

Abraço lateral

O abraço lateral é outro exemplo de simplicidade e proximidade. Ele ocorre quando você coloca a mão no ombro da outra pessoa. Seus significados são variados: você pode estar confortando a outra pessoa, pode ser um sinal de companheirismo, simpatia e carinho, amor, ternura ou cordialidade.

Abraços distantes

Os abraços distantes ocorrem quando falta intensidade e são dados com os corpos afastados. As cinturas ficam separadas e o ato ocorre mais por compromisso do que por gosto ou prazer. Eles podem fazer parte de um protocolo ou são motivados por uma trégua temporária após um confronto. Eles podem ser a encenação de uma cordialidade tensa e até mesmo uma atuação que demonstra um afeto que realmente não existe.

Abraços violentos

Este é um abraço de muita intensidade, mas não pela paixão amorosa, e sim por pura violência e agressão. Pode ser muito apertado e pode até mesmo causar dor a um dos envolvidos. Acontecem durante uma briga ou para separar dois indivíduos que estejam lutando, por exemplo.
É uma pena que abraçar nem sempre seja um símbolo de amor e carinho. Essa proximidade com outra pessoa, esse contato físico tão íntimo, talvez nunca devesse ser violento ou falso. No entanto, mesmo que isto aconteça em muitos casos, felizmente, na maioria das vezes, os abraços simbolizam e criam um espaço de intimidade e afeto onde nos sentimos acompanhados e reconfortados.
Fonte:https://amenteemaravilhosa.com.br/cada-forma-abracar-significado/

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO SEU CORAÇÃO ESTÁ PLENO DE GRATIDÃO...- OSHO

EXERCÍCIOS PARA ATRAIR UM GRANDE AMOR - LOISE HAY

Exercícios para Atrair um Grande Amor - Louise Hay



Como você quer atrair alguém lhe ame se nem você gosta de você mesma!! a lei da atração é inexorável: energias semelhantes se atraem...só amando-se e respeitando-se é que você atrairá alguém lhe lhe ame verdadeiramente, portanto para atrair um grande amor...ame-se primeiro, portanto ame-se e respeite-se primeiro.
Repita este exercício várias vezes ao dia e ouça-o antes de dormir e durma "ouvindo-o".
Meditação de Louise Hay para amar-se e desta forma atrair um verdadeiro amor.





ESTE VÍDEO POSSUI LEGENDAS EM VÁRIOS IDIOMAS - ATIVE ESTE RECURSO.

Este vídeo possui legendas em português e tradução para diversos idiomas ( multilingual subtitles ) | Exercícios para atrair um grande amor de Louise Hay dublados em português por Juraciara Diácovo - Dubladora da agente Dana Scully - Gillian Anderson Arquivo X - X-Files
Baixe o MP3 do vídeo acima aqui: http://www.4shared.com/mp3/z1BfPIhNba...


Exercises to attract a large love with Louise Hay | …

ABUSO AFETIVO.QUANDO O AMOR SE TRANSFORMA EM DOMINAÇÃO E VIOLÊNCIA.CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS DO AGRESSOR

Abuso afetivo. Quando o amor se transforma em dominação e violência

Quase invisível, de forma imperceptível, o abuso afetivo se configura no momento em que o excesso de amor se transforma em dominação e violência.Por: Pascale Senk – Le Figaro Santé  Fonte: Saúde 247 Trata-se de um pequeno “excesso” de quase nada. A chantagem de um amigo a outro – “Se você não for ao bar conosco, nós não iremos”- ou o humor fora de lugar de uma avó a suas netas – “Se vocês quiserem uma parte da herança que vou deixar, comecem por me dizer bom dia!”- À cada vez, sob o disfarce de uma banal reflexão, o que se exprime nessas frases é na verdade uma mensagem cheia de coisas não-ditas que, durante muito tempo, ficaram reprimidas. As festas familiares, aniversários, casamentos, Natal, são geralmente ocasiões ideias para esses lançamentos de farpas e de cobranças muitas vezes disfarçadas de gentilezas e agrados. O psiquiatra francês Christophe André estuda essas maneiras bem humanas de “se morder psicologicamente”…