Pular para o conteúdo principal

SÓ PERMANEÇA ONDE EXISTA RECIPROCIDADE - EM TEMPOS DE AMORES LÍQUIDOS RECIPROCIDADE É FUNDAMENTAL

Resultado de imagem para Só permaneça onde existe reciprocidade

Só permaneça onde existe reciprocidade


Em tempos de amores líquidos, reciprocidade é fundamental.
É ela quem diz que estamos no caminho certo ao enviar um “bom dia” carinhoso àquela menina pelo WhatsApp, ou um áudio com uma coletânea bacana pelo Spotify. É ela que autoriza o comentário entusiasmado na foto do crush interessante ou a curtida frequente nos posts da gata fitness.
Mesmo não sendo adepta de estratégias e joguinhos de poder no campo amoroso, acredito no significado da reciprocidade. De só permanecer em relações onde não é preciso insistir para receber uma resposta ou implorar para ser valorizado como deveria.
Muitas vezes é preferível abrir mão de uma relação que julgamos importante do que continuar insistindo sem correspondência alguma.
O que vejo por aí é que tem faltado discernimento para entender onde não se deve insistir. Onde não vale a pena investir tempo, pensamento, vontade e intensidade na vã tentativa de se sentir acolhido por alguém que simplesmente não está nem aí.
Muita coisa é simples, a gente é que complica. Se alguém visualizou sua mensagem e não respondeu em dois dias, é porque não quis. Não faltou tempo, faltou interesse.
A gente sempre arruma tempo para o que está interessado. Para responder um bom dia, comentar uma foto original, curtir uma música, agradecer uma lembrança, desafogar uma saudade. Porém, nem sempre há interesse ou correspondência do outro lado. Nem sempre há vontade ou prioridade. E, mesmo tentados a entender e justificar, deveríamos apenas recuar. Dar dois passos para trás, silenciar, desapegar, desacelerar.
Porque são tempos líquidos. A fila anda muito depressa, formamos laços frágeis uns com os outros, vivemos incertos a respeito do que pensam e dizem sobre nós. Os aplicativos são atualizados constantemente e nos perguntamos em qual versão nos enquadramos. Diante de tudo isso, só estamos seguros onde existe reciprocidade. Onde nosso afeto não é descartado e sim valorizado. Onde nossa expressão de afetividade e afinidade encontra abrigo e não sucumbe à necessidade de ser “atualizada”.
Encontrar reciprocidade num mundo que gira tão rápido é entender que alguém ainda nos dá a mão no meio de tanto turbilhão. É saber que diante do tempo que acelera tanto, ainda há o que se esperar dos vínculos que construímos e dos laços que firmamos.
Por isso não há o que se esperar dos laços que se afrouxam. Por mais que a gente se empenhe em manter certas amarrações, elas não se firmam. Nesse caso, o melhor é se desligar. Entender o fim de um tempo, a desistência de alguns planos, a frustração de certas expectativas. Não alimentar desejos em cima de terrenos frágeis, nem atribuir sentimentos a quem simplesmente não está do nosso lado.
Exercite o amor próprio e valorize os vínculos que construiu. Não permita que o tempo dissolva relações importantes, e preserve com carinho os novos laços que querem surgir. Porém, só permaneça onde existe reciprocidade. Não insista, não implore, não alimente relações unilaterais. Antes de tudo, seja amoroso com você. A vida é recíproca com quem se trata bem.
Fonte:http://www.contioutra.com/permaneca-onde-existe-reciprocidade-2/?
Resultado de imagem para Só permaneça onde existe reciprocidade

Postagens mais visitadas deste blog

QUANDO SEU CORAÇÃO ESTÁ PLENO DE GRATIDÃO...- OSHO

EXERCÍCIOS PARA ATRAIR UM GRANDE AMOR - LOISE HAY

Exercícios para Atrair um Grande Amor - Louise Hay



Como você quer atrair alguém lhe ame se nem você gosta de você mesma!! a lei da atração é inexorável: energias semelhantes se atraem...só amando-se e respeitando-se é que você atrairá alguém lhe lhe ame verdadeiramente, portanto para atrair um grande amor...ame-se primeiro, portanto ame-se e respeite-se primeiro.
Repita este exercício várias vezes ao dia e ouça-o antes de dormir e durma "ouvindo-o".
Meditação de Louise Hay para amar-se e desta forma atrair um verdadeiro amor.





ESTE VÍDEO POSSUI LEGENDAS EM VÁRIOS IDIOMAS - ATIVE ESTE RECURSO.

Este vídeo possui legendas em português e tradução para diversos idiomas ( multilingual subtitles ) | Exercícios para atrair um grande amor de Louise Hay dublados em português por Juraciara Diácovo - Dubladora da agente Dana Scully - Gillian Anderson Arquivo X - X-Files
Baixe o MP3 do vídeo acima aqui: http://www.4shared.com/mp3/z1BfPIhNba...


Exercises to attract a large love with Louise Hay | …

ABUSO AFETIVO.QUANDO O AMOR SE TRANSFORMA EM DOMINAÇÃO E VIOLÊNCIA.CARACTERÍSTICAS PSICOLÓGICAS DO AGRESSOR

Abuso afetivo. Quando o amor se transforma em dominação e violência

Quase invisível, de forma imperceptível, o abuso afetivo se configura no momento em que o excesso de amor se transforma em dominação e violência.Por: Pascale Senk – Le Figaro Santé  Fonte: Saúde 247 Trata-se de um pequeno “excesso” de quase nada. A chantagem de um amigo a outro – “Se você não for ao bar conosco, nós não iremos”- ou o humor fora de lugar de uma avó a suas netas – “Se vocês quiserem uma parte da herança que vou deixar, comecem por me dizer bom dia!”- À cada vez, sob o disfarce de uma banal reflexão, o que se exprime nessas frases é na verdade uma mensagem cheia de coisas não-ditas que, durante muito tempo, ficaram reprimidas. As festas familiares, aniversários, casamentos, Natal, são geralmente ocasiões ideias para esses lançamentos de farpas e de cobranças muitas vezes disfarçadas de gentilezas e agrados. O psiquiatra francês Christophe André estuda essas maneiras bem humanas de “se morder psicologicamente”…