Pular para o conteúdo principal

ESTUDO MOSTRA QUE O DITADO ESTÁ CERTO : A DOR COM AMOR SE CURA

casal-fitness© GeorgeRudy casal-fitness

Estudo mostra que o ditado está certo: a dor com amor se cura


Quando sua esposa entrou em trabalho de parto, o cientista Pavel Goldstein não sabia o que fazer. “Ela estava com dor e tudo o que eu conseguia pensar era ‘o que posso fazer?’”, lembra. “Eu peguei na mão dela e isso pareceu ajudar”, relata. Foi aí que veio a ideia de testar no laboratório se o toque realmente pode aliviar a dor de uma pessoa.

A investigação deu certo. No último dia 12 de junho, o estudo de Goldstein – que faz pós-doutorado na Universidade de Colorado em Boulder, nos Estados Unidos – foi publicado na revista científica Scientific Reports. O trabalho envolveu 22 casais heterossexuais, com idades entre 23 e 32 anos.
Os participantes foram expostos a várias situações: primeiro, eles sentaram lado a lado sem se encostar; depois, de mãos dadas; e, por último, foram colocados em quartos separados. Em outro momento, os três cenários foram repetidos, com as mulheres sendo submetidas a uma dor leve no antebraço por dois minutos.

As análises mostraram que, só por estar sentados juntos, os batimentos cardíacos dos casais já se mostravam sincronizados. Quando a mulher era submetida à dor, mas não podia tocar seu parceiro, a sincronia era afetada. E quando se davam as mãos, os voluntários entravam em sincronia novamente – e a dor delas diminuía.
“Parece que a dor interrompe essa sincronia interpessoal entre os casais. E o toque a traz de volta”, explica Pavel Goldstein. Mais estudos são necessários para entender a fundo como o contato físico alivia a sensação dolorosa. “Pode ser que ele seja uma ferramenta para comunicar empatia, resultando em um efeito analgésico”, especula o pesquisador, que espera que os achados sirvam de evidência científica para provar, no futuro, que o amor é, sim, a cura para todas as dores.

Fonte:http://www.msn.com/pt-br/saude/medicina/estudo-mostra-que-o-ditado-est%c3%a1-certo-a-dor-com-amor-se-cura/ar-BBD3exI?li=AAggNbi

Postagens mais visitadas deste blog

7 DICAS PARA NÃO ABSORVER A “ENERGIA NEGATIVA” DE OUTRAS PESSOAS

7 DICAS PARA NÃO ABSORVER A “ENERGIA NEGATIVA” DE OUTRAS PESSOAS Se eu não consigo me desligar da dor ou mesmo das oscilações de humor do outro, logo, eu também sofro com elas e, pouco posso fazer para ajudar, uma vez que estou imerso na mesma fonte de desestabilização emocional. Basta que qualquer matéria sobre empatia seja postada para que dezenas de pessoas (que se identificam como empatas) comentem sobre o lado difícil do excesso de sensibilidade. Não é novidade, também, o fato de existirem pessoas que são, voluntaria ou involuntariamente, mais reativas ao que acontece no ambiente ao seu redor. Para elas, a dor do outro dói em si, o mau humor de alguém as abala e as deixa mal humoradas, notícias pesadas as fragilizam e muito estímulo – como estar no meio de multidões e grandes grupos -, as consomem. A questão é: se eu não consigo me desligar da dor ou mesmo das oscilações de humor do outro, logo, eu também sofro com elas e, pouco posso fazer para ajudar, uma vez que estou imerso na me…

POEMA "METADE" - OSWALDO MONTENEGRO

Metade

Oswaldo Montenegro


Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
A outra metade é silêncio

 Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que tristeza
Que a mulher que amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Pois metade de mim é partida
A outra metade é saudade
Que as palavras que falo
Não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas como a única coisa
Que resta a um homem inundado de sentimentos
Pois metade de mim é o que ouço
A outra metade é o que calo
Que a minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que mereço
Que a tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que penso
A outra metade um vulcão
Que o medo da solidão se afaste
E o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
Que o espelho reflita meu rosto num doce sorriso
Que me lembro ter dado na infância
Pois metade de mim é a lembrança do q…

17 LIÇÕES SOBRE O AMOR QUE VOCÊ PRECISA PÔR EM PRÁTICA EM 2017 PARA SER FINALMENTE FELIZ

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA
casal amor namoro 216 400x800 



17 lições sobre o amor que você precisa pôr em prática em 2017 para ser finalmente feliz 

A proximidade de um novo ano estimula e incentiva mudanças em diversos setores da vida e, claro, no amor as coisas não seriam diferentes. Se você sente que sua relação precisa ser avaliada ou mesmo está solteiro e pretende construir um relacionamento mais sério, conheça algumas importantes lições sobre o amor que você precisa pôr em prática em 2017 para ser finalmente feliz:
Lições para ser feliz no amor1. Fuja da ideia de buscar uma pessoa que te “complete”. Esteja bem consigo mesma e busque um amor que resulte em soma, e não em divisão.
2. Aceite suas próprias falhas e aprenda a conviver com erros do parceiro.
© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA casal apaixonado gestos 216 400x800
3. Aprenda que ceder não significa submissão plena e total ao outro e que o ato é necessário para o comprometimento…