Pular para o conteúdo principal

AS CRISES NOS ACORDAM PARA AS COISAS BOAS QUE NÃO PERCEBEMOS

post
As crises nos acordam para as coisas boas que não percebemos
Saramago costumava dizer que o destino tem que dar muitos rodeios antes de chegar a qualquer parte. Ou seja, a vida tem seus próprios caminhos, coisas que não controlamos, suas ironias, suas voltas, de modo que sempre haverá o inesperado e dificuldades para enfrentar. Sempre haverá desilusões, quedas e ultrapassagens. No entanto, ainda que os momentos de crise sejam horríveis, eles podem significar um despertar, pois como diz Sean (Robin Williams) no filme Gênio Indomável: “As crises nos acordam para as coisas boas que não percebemos”.
Não há como escapar, todos nós um dia passaremos por um momento que colocará o nosso emocional no chão, a mente perturbada, cercados de desilusão e desespero. Não há como escapar porque “A vida não te dá traves de proteção” e a dor e o sofrimento são inerentes à vida, assim como o amor e a alegria.
Embora não haja como escapar, no meio da dor parece que percebemos quem somos de fato e o que queremos da vida. Sem pressões externas, sem a sociedade, é apenas o eu e o mim dialogando e, assim, conseguimos enxergar sem máscaras a constituição do nosso ser e o que ele grita desesperadamente para fazermos. Por isso, as crises nos acordam para o que não percebemos, porque elas nos acordam da vida, muitas vezes, no controle remoto, fazendo-nos enxergar aquilo que na trivialidade do cotidiano deixamos passar, enquanto fingimos estar tudo bem.
Como disse, ninguém quer sofrer e não acredito que fomos feitos para isso. Todavia, nos momentos de tensão surgem coisas maravilhosas, a meu ver, porque nesses momentos permitimos estar mais próximos do que realmente somos. Dessa maneira, as crises podem nos levar a um processo de autoconhecimento e, por conseguinte, de maior felicidade, já que ninguém é verdadeiramente feliz sendo um forasteiro de si próprio.
As crises nos mostram que podemos mudar, que não devemos nos acostumar, que há sempre algo a fazer com o que a vida fez conosco. Da mesma forma que nos faz perceber o que realmente nos faz feliz, nos mostra que devemos valorizar as pessoas que em momento algum largam a nossa mão, e faz com que o nosso olhar possua mais doçura para enxergar as belezas que explodem aos nossos olhos, mas não somos capazes de perceber.
Rubem Alves certa feita disse que foram as desilusões que o levaram a ultrapassagens, isto é, sem as desilusões que sofrera, ele jamais seria o Rubem que conhecemos. Concordo plenamente com ele, pois sei que sem as minhas crises, eu jamais seria quem sou hoje. Sei também o quão doloroso é esse processo, mas sei que de muitas dores vem a alegria, como a mulher que sente a dor do parto, mas se regozija com a beleza da vida. As nossas crises são como um parto. É necessário enfrentá-las se quisermos renascer, já que lembrando mais uma vez Rubem Alves: “Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses”.

Fonte:http://genialmentelouco.com.br/2016/12/13/as-crises-nos-acordam-para-as-coisas-boas-que-nao-percebemos/

Postagens mais visitadas deste blog

SÓ PERMANEÇA ONDE EXISTA RECIPROCIDADE - EM TEMPOS DE AMORES LÍQUIDOS RECIPROCIDADE É FUNDAMENTAL

Só permaneça onde existe reciprocidade Por Fabíola Simões
Em tempos de amores líquidos, reciprocidade é fundamental. É ela quem diz que estamos no caminho certo ao enviar um “bom dia” carinhoso àquela menina pelo WhatsApp, ou um áudio com uma coletânea bacana pelo Spotify. É ela que autoriza o comentário entusiasmado na foto do crush interessante ou a curtida frequente nos posts da gata fitness. Mesmo não sendo adepta de estratégias e joguinhos de poder no campo amoroso, acredito no significado da reciprocidade. De só permanecer em relações onde não é preciso insistir para receber uma resposta ou implorar para ser valorizado como deveria. Muitas vezes é preferível abrir mão de uma relação que julgamos importante do que continuar insistindo sem correspondência alguma. O que vejo por aí é que tem faltado discernimento para entender onde não se deve insistir. Onde não vale a pena investir tempo, pensamento, vontade e intensidade na vã tentativa de se sentir acolhido por alguém que simplesmente…

QUANDO SEU CORAÇÃO ESTÁ PLENO DE GRATIDÃO...- OSHO

EXERCÍCIOS PARA ATRAIR UM GRANDE AMOR - LOISE HAY

Exercícios para Atrair um Grande Amor - Louise Hay



Como você quer atrair alguém lhe ame se nem você gosta de você mesma!! a lei da atração é inexorável: energias semelhantes se atraem...só amando-se e respeitando-se é que você atrairá alguém lhe lhe ame verdadeiramente, portanto para atrair um grande amor...ame-se primeiro, portanto ame-se e respeite-se primeiro.
Repita este exercício várias vezes ao dia e ouça-o antes de dormir e durma "ouvindo-o".
Meditação de Louise Hay para amar-se e desta forma atrair um verdadeiro amor.





ESTE VÍDEO POSSUI LEGENDAS EM VÁRIOS IDIOMAS - ATIVE ESTE RECURSO.

Este vídeo possui legendas em português e tradução para diversos idiomas ( multilingual subtitles ) | Exercícios para atrair um grande amor de Louise Hay dublados em português por Juraciara Diácovo - Dubladora da agente Dana Scully - Gillian Anderson Arquivo X - X-Files
Baixe o MP3 do vídeo acima aqui: http://www.4shared.com/mp3/z1BfPIhNba...


Exercises to attract a large love with Louise Hay | …