Pular para o conteúdo principal

O PERDÃO CURA E FAZ BEM AO SISTEMA IMUNOLÓGICO

O PERDÃO CURA E FAZ BEM AO SISTEMA IMUNOLÓGICO
Em algumas situações, as pessoas que sofreram, repetem o momento perturbador em suas cabeças por muitas vezes e por muitos dias. Cada repetição que você faz geralmente causa sentimentos mais intensos fazendo a situação pior.
Graças à medicina moderna, agora há prova de que manter essas emoções dentro de você pode ter efeitos negativos sobre a sua saúde geral. É por isso que gostaríamos de discutir o perdão.
Quando se trata de visão clínica, perdão é um processo em que uma pessoa desiste do sentimento de amargura e pensamentos associados à retaliação.
Além disso, o perdão está intimamente relacionado com o processo de desenvolver e nutrir sentimentos de generosidade, empatia e, em algum momento - o amor às pessoas que o fizeram sofrer.
Verdade seja dita, este processo não é simples ou fácil. A maioria dos clínicos concorda que, no caso de um paciente ter profundas feridas emocionais e traumas, o processo de cura será longo. No entanto, é possível perdoar e superar esses sentimentos e definitivamente vale a pena.
Cerca de duas décadas atrás, a ciência médica tinha relatórios mínimos de pesquisa e estudos sobre os efeitos do perdão na saúde mental e física. No entanto, esta situação mudou, e há dezenas de estudos e trabalhos científicos hoje.
O perdão melhora a qualidade de sua vida
Devemos começar por dizer que os efeitos de ficar com raiva, sentir-se frustrado ou ser negativo o tempo todo sobre algum evento do passado é tóxico. De acordo com muitos especialistas, manter esses sentimentos e emoções negativas leva à ansiedade crônica.
Como resultado disso, o corpo produz mais cortisol e adrenalina que leva a lesões celulares tornando-o mais propenso ao câncer. Assim, se você não quer perdoar, você vai se sentir doente e você acabará por se tornar doente.
Enquanto estamos falando sobre o câncer, um recente ensaio clínico que incluiu mais de 80 pacientes lidando com câncer centrou-se nos sentimentos de autoaceitação, pessimismo e perdão após pacientes tomaram aulas de autoperdão.
Durante estas aulas, aprenderam coisas como a escrita expressiva, técnicas de reflexão, etc.
Uma vez terminadas as aulas, os pacientes que as tomaram tiveram melhores resultados quando se trata de aceitação, autoindulgência, pessimismo e autoaperfeiçoamento.
O perdão serve para impulsionar sua confiança
No caso de você começar a pensar sobre um evento antigo, onde você se sentiu ferido, maltratado, humilhado ou ofendido você vai começar a sentir mal de imediato. A verdade é que existem respostas fisiológicas e emocionais instantâneas em nosso corpo que são acionadas quando pensamos sobre essas memórias.
Algumas das respostas mais comuns são: Aumento da pressão arterial, Suor excessivo, contratura muscular.
Como você pode ver, estes são os sintomas comuns de ansiedade e estresse também. Alguns estudos científicos confirmaram que as pessoas que frequentemente praticam o perdão e a compaixão às pessoas que as magoaram reduziram a resposta ao estresse.
Outra pesquisa mostrou que 1.500 americanos adultos que perdoaram os outros disseram que estão mais satisfeitos com suas vidas e se sentem menos estressados e nervosos.
Comprovou-se que o perdão é grandioso para aqueles que experimentaram o abuso emocional intenso. Um grupo de mulheres foi dividido em dois grupos. O primeiro grupo estava focado no perdão enquanto o segundo grupo praticava métodos como assertividade, validação da raiva e construção de habilidades interpessoais.
Descobriu-se que as mulheres que estavam focadas no perdão testemunharam grandes melhorias em termos de depressão, autoestima, sintomas relacionados ao estresse pós-traumático, ansiedade e qualidade de vida.
Além disso, os efeitos do perdão estavam presentes meses após o teste ter terminado.
O PERDÃO É BOM PARA O SISTEMA IMUNOLÓGICO
Um estudo científico realizado não há muito tempo, que incluiu cerca de 80 pacientes que sofrem de HIV foi focado em seus pensamentos, sentimentos e comportamentos de perdão.
Os pacientes que foram capazes de perdoar tinham melhor quantidade de células imunológicas eliminadoras de câncer.
Não devemos esquecer que o perdão estabiliza a pressão arterial, bem como o tom cardiovagal. Os cientistas provaram que o perdão tem excelentes efeitos protetores sobre o sistema cardiovascular.
Ao mesmo tempo, a raiva é ruim para a saúde cardiovascular e causa danos ao músculo cardíaco.
O perdão ajuda a dormir melhor
Outro estudo científico mostrou que o perdão das condutas interpessoais ofensivas está associado a um melhor sono. Por outro lado, se você continuar sendo irritado, ressentido e amargo, você pode esperar menor qualidade de sono.
Esta é apenas uma pequena lista de todos os benefícios do perdão para a saúde. Assim, agora que você sabe como o perdão é útil, é o momento certo para fazer um bom plano e verdadeiramente perdoar a pessoa que o ferir.
O processo começa com o autoperdão e continua com os outros. Caso você não tenha certeza de como deve perdoar, consulte um psicoterapeuta espiritual experiente.
Esqueça o passado e os acontecimentos desagradáveis que aconteceram naquela época e mova sua vida para a frente!
Tradução Vilma Capuano

Postagens mais visitadas deste blog

7 DICAS PARA NÃO ABSORVER A “ENERGIA NEGATIVA” DE OUTRAS PESSOAS

7 DICAS PARA NÃO ABSORVER A “ENERGIA NEGATIVA” DE OUTRAS PESSOAS Se eu não consigo me desligar da dor ou mesmo das oscilações de humor do outro, logo, eu também sofro com elas e, pouco posso fazer para ajudar, uma vez que estou imerso na mesma fonte de desestabilização emocional. Basta que qualquer matéria sobre empatia seja postada para que dezenas de pessoas (que se identificam como empatas) comentem sobre o lado difícil do excesso de sensibilidade. Não é novidade, também, o fato de existirem pessoas que são, voluntaria ou involuntariamente, mais reativas ao que acontece no ambiente ao seu redor. Para elas, a dor do outro dói em si, o mau humor de alguém as abala e as deixa mal humoradas, notícias pesadas as fragilizam e muito estímulo – como estar no meio de multidões e grandes grupos -, as consomem. A questão é: se eu não consigo me desligar da dor ou mesmo das oscilações de humor do outro, logo, eu também sofro com elas e, pouco posso fazer para ajudar, uma vez que estou imerso na me…

POEMA "METADE" - OSWALDO MONTENEGRO

Metade

Oswaldo Montenegro


Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
A outra metade é silêncio

 Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que tristeza
Que a mulher que amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Pois metade de mim é partida
A outra metade é saudade
Que as palavras que falo
Não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas como a única coisa
Que resta a um homem inundado de sentimentos
Pois metade de mim é o que ouço
A outra metade é o que calo
Que a minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que mereço
Que a tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que penso
A outra metade um vulcão
Que o medo da solidão se afaste
E o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
Que o espelho reflita meu rosto num doce sorriso
Que me lembro ter dado na infância
Pois metade de mim é a lembrança do q…

17 LIÇÕES SOBRE O AMOR QUE VOCÊ PRECISA PÔR EM PRÁTICA EM 2017 PARA SER FINALMENTE FELIZ

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA
casal amor namoro 216 400x800 



17 lições sobre o amor que você precisa pôr em prática em 2017 para ser finalmente feliz 

A proximidade de um novo ano estimula e incentiva mudanças em diversos setores da vida e, claro, no amor as coisas não seriam diferentes. Se você sente que sua relação precisa ser avaliada ou mesmo está solteiro e pretende construir um relacionamento mais sério, conheça algumas importantes lições sobre o amor que você precisa pôr em prática em 2017 para ser finalmente feliz:
Lições para ser feliz no amor1. Fuja da ideia de buscar uma pessoa que te “complete”. Esteja bem consigo mesma e busque um amor que resulte em soma, e não em divisão.
2. Aceite suas próprias falhas e aprenda a conviver com erros do parceiro.
© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA casal apaixonado gestos 216 400x800
3. Aprenda que ceder não significa submissão plena e total ao outro e que o ato é necessário para o comprometimento…