Pular para o conteúdo principal

RTP1 EXIBE DOCUMENTÁRIO 'HUMAN',UM RELATO DE 2000 PESSOAS DE 60 PAÍSES,SOBRE AMOR,MORTE E FELICIDADE

human-mostra_l


RTP1 exibe documentário ‘Human’, 

um relato de 2000 pessoas de 60 países, 

sobre amor, morte e felicidade



 
14 NOVEMBRO, 2016 
O documentário explora todos os lados da humanidade 
percorrendo o mundo inteiro 
para entender a nossa verdadeira essência.
O fotógrafo, realizador e ecologista 
francês Yann Arthus-Bertrand retrata-nos neste 
filme o relato de 2000 pessoas de 60 países, sobre o amor, 
a morte e a felicidade.
Human’ foi o primeiro filme a ter estreia mundial na 
Assembleia Geral das Nações Unidas, 
a propósito do 70.º aniversário da 
organização e, no ano passado, 
fez parte da seleção oficial da Bienal de Veneza, 
tendo desde então percorrido 
o mundo para, com o seu conteúdo, tentar responder 
à questão O que nos torna humanos?’.
Uma experiência sensível sobre a comunidade global 
mas também sobre o indivíduo. 
Por guerras, desigualdades, discriminações, 
mas também amor, família, ‘Human
 confronta-nos com a realidade e a diversidade 
da nossa condição humana. 
Depoimentos mostram a empatia e a 
solidariedade de que somos capazes.
As pessoas entrevistadas dizem espontaneamente 
o que pensam sobre o amor, a morte, o ódio, 
a discriminação, a desigualdade, a fome,
 a esperança e o sexo, entre tantos outros assuntos.
O filme será exibido em três episódios, 
o primeiro é exibido hoje,pelas 23h28. 
Podes também optar por ver as três partes 
do filme no fim deste artigo, uma vez que 
estão disponíveis gratuitamente, 
e de forma legal, no youtube:
Texto de Lusa / CCA
Fonte:http://www.comunidadeculturaearte.com/rtp1-exibe-documentario-human-um-relato-de-2000-pessoas-de-60-paises-sobre-amor-morte-e-felicidade/
    human-mostra_l

Postagens mais visitadas deste blog

7 DICAS PARA NÃO ABSORVER A “ENERGIA NEGATIVA” DE OUTRAS PESSOAS

7 DICAS PARA NÃO ABSORVER A “ENERGIA NEGATIVA” DE OUTRAS PESSOAS Se eu não consigo me desligar da dor ou mesmo das oscilações de humor do outro, logo, eu também sofro com elas e, pouco posso fazer para ajudar, uma vez que estou imerso na mesma fonte de desestabilização emocional. Basta que qualquer matéria sobre empatia seja postada para que dezenas de pessoas (que se identificam como empatas) comentem sobre o lado difícil do excesso de sensibilidade. Não é novidade, também, o fato de existirem pessoas que são, voluntaria ou involuntariamente, mais reativas ao que acontece no ambiente ao seu redor. Para elas, a dor do outro dói em si, o mau humor de alguém as abala e as deixa mal humoradas, notícias pesadas as fragilizam e muito estímulo – como estar no meio de multidões e grandes grupos -, as consomem. A questão é: se eu não consigo me desligar da dor ou mesmo das oscilações de humor do outro, logo, eu também sofro com elas e, pouco posso fazer para ajudar, uma vez que estou imerso na me…

A VIDA NÃO TIRA AS PESSOAS DE VOCÊ, AFASTA AS QUE VOCÊ NÃO PRECISA!

A VIDA NÃO TIRA AS PESSOAS DE VOCÊ,  AFASTA AS QUE VOCÊ NÃO PRECISA!
Quando se trata de salvaguardar o nosso amor próprio e a nossa dignidade, temos que ter sempre algo em mente: não podemos admitir diminuições. Por isso dizemos que a vida não tira as pessoas de nós, mas nos afasta das que não precisamos. Os vínculos emocionais são valiosos e, por isso, é determinante deixar de lado as pessoas más, sem coração, que esmagam a nossa autoestima vezes sem conta. No momento em que você perceber isso, um mundo novo irá se abrir diante dos seus olhos e você vai deixar de precisar da presença daqueles que semearam dúvidas, desconforto e relutância na sua cabeça. Dê a sua ausência às pessoas que lhe fazem malAfaste-se de quem duvida de você, aproxime-se de quem o valoriza, liberte-se de quem o incomoda e ame quem o apoia. Dê a sua ausência de presente a quem não valoriza a sua presença e mostre o valor que você tem. É você quem determina o seu próprio preço, por isso, é esse o valor que as pessoas …

"A BASE DE UM CÉREBRO SAUDÁVEL É A BONDADE,E PODE-SE TREINAR ISSO" - RICHARD DAVIDSON,PhD EM NEUROPSICOLOGIA

“A base de um cérebro saudável é a bondade, e pode-se treinar isso”-Richard Davidson, PhD em neuropsicologia e pesquisador na área de neurociência afetiva
Nasci em Nova Iorque e moro em Madison, Wisconsin (EUA), onde sou professor de psicologia e psiquiatria na universidade. A política deve basear-se naquilo que nos une. Só assim poderemos reduzir o sofrimento no mundo. Acredito na gentileza, na ternura e na bondade, mas temos que nos treinar nisso. Eu estava investigando os mecanismos cerebrais ligados à depressão e à ansiedade. …E acabou fundando o Centro de Investigação de Mentes Saudáveis. Quando eu estava no meu segundo ano na Universidade de Harvard, a meditação cruzou o meu caminho e fui para a Índia investigar como treinar a minha mente. Obviamente, meus professores disseram que eu estava ficando louco, mas aquela viagem marcou meu futuro. …E assim que começam as grandes histórias. Descobri que uma mente calma pode produzir bem-estar em qualquer tipo de situação. E quando me dedique…