Pular para o conteúdo principal

MELODIA DO AMOR...- ISABELA AFRODITE



Sinto sua respiração em minha pele, seu corpo junto ao meu. 
Mais não consigo ver o teu rosto, fitar teu olhar. 
Ele é como o vento, uma leve brisa a me tocar o corpo.
E em algum lugar secreto por dentro te guardei.
Observo o teu caminhar, enquanto virar o olhar para mim.
E mesmo assim não consigo fitar...
Ouço suas palavras me dizendo, tire até meu ultimo suspiro, tire meu folego, para que eu possa cada vez mais te amar.
É quando eu viro impotente perante sua melodia.
Me perdendo em teus braços, contemplando seu movimentar.
E seu pulsar em minhas veias ainda faz-me delirar
Só quero-te ouvir falar que meus sonhos nunca vai terminar.
Faço pensar que estou dominada, quando na verdade te domino em meio meus lenções.
E para onde o vento soprar é lá que meu amor estará.
E é lá que você se perde em meus carinhos encaixando em meio dimensões, te abraçando ate que o amanhecer chegue, iluminando o teu sorriso que me entontece.
E não chorei, só derramaria uma lagrima se for por te amar demais, pela felicidade sucumbida em meu peito, gritando, queimando e ardendo...
Enfim cantando nossa melodia dos amantes, para a lua refletida na água, molhando-me em teus lábios, embriagados de amor...

Fonte:http://isabela-desejosdeafrodite.blogspot.com.br/




Resultado de imagem para O SUTRA DO CORAÇÃO TE MUDARÁ PARA SEMPRE

Postagens mais visitadas deste blog

7 DICAS PARA NÃO ABSORVER A “ENERGIA NEGATIVA” DE OUTRAS PESSOAS

7 DICAS PARA NÃO ABSORVER A “ENERGIA NEGATIVA” DE OUTRAS PESSOAS Se eu não consigo me desligar da dor ou mesmo das oscilações de humor do outro, logo, eu também sofro com elas e, pouco posso fazer para ajudar, uma vez que estou imerso na mesma fonte de desestabilização emocional. Basta que qualquer matéria sobre empatia seja postada para que dezenas de pessoas (que se identificam como empatas) comentem sobre o lado difícil do excesso de sensibilidade. Não é novidade, também, o fato de existirem pessoas que são, voluntaria ou involuntariamente, mais reativas ao que acontece no ambiente ao seu redor. Para elas, a dor do outro dói em si, o mau humor de alguém as abala e as deixa mal humoradas, notícias pesadas as fragilizam e muito estímulo – como estar no meio de multidões e grandes grupos -, as consomem. A questão é: se eu não consigo me desligar da dor ou mesmo das oscilações de humor do outro, logo, eu também sofro com elas e, pouco posso fazer para ajudar, uma vez que estou imerso na me…

A VIDA NÃO TIRA AS PESSOAS DE VOCÊ, AFASTA AS QUE VOCÊ NÃO PRECISA!

A VIDA NÃO TIRA AS PESSOAS DE VOCÊ,  AFASTA AS QUE VOCÊ NÃO PRECISA!
Quando se trata de salvaguardar o nosso amor próprio e a nossa dignidade, temos que ter sempre algo em mente: não podemos admitir diminuições. Por isso dizemos que a vida não tira as pessoas de nós, mas nos afasta das que não precisamos. Os vínculos emocionais são valiosos e, por isso, é determinante deixar de lado as pessoas más, sem coração, que esmagam a nossa autoestima vezes sem conta. No momento em que você perceber isso, um mundo novo irá se abrir diante dos seus olhos e você vai deixar de precisar da presença daqueles que semearam dúvidas, desconforto e relutância na sua cabeça. Dê a sua ausência às pessoas que lhe fazem malAfaste-se de quem duvida de você, aproxime-se de quem o valoriza, liberte-se de quem o incomoda e ame quem o apoia. Dê a sua ausência de presente a quem não valoriza a sua presença e mostre o valor que você tem. É você quem determina o seu próprio preço, por isso, é esse o valor que as pessoas …

"A BASE DE UM CÉREBRO SAUDÁVEL É A BONDADE,E PODE-SE TREINAR ISSO" - RICHARD DAVIDSON,PhD EM NEUROPSICOLOGIA

“A base de um cérebro saudável é a bondade, e pode-se treinar isso”-Richard Davidson, PhD em neuropsicologia e pesquisador na área de neurociência afetiva
Nasci em Nova Iorque e moro em Madison, Wisconsin (EUA), onde sou professor de psicologia e psiquiatria na universidade. A política deve basear-se naquilo que nos une. Só assim poderemos reduzir o sofrimento no mundo. Acredito na gentileza, na ternura e na bondade, mas temos que nos treinar nisso. Eu estava investigando os mecanismos cerebrais ligados à depressão e à ansiedade. …E acabou fundando o Centro de Investigação de Mentes Saudáveis. Quando eu estava no meu segundo ano na Universidade de Harvard, a meditação cruzou o meu caminho e fui para a Índia investigar como treinar a minha mente. Obviamente, meus professores disseram que eu estava ficando louco, mas aquela viagem marcou meu futuro. …E assim que começam as grandes histórias. Descobri que uma mente calma pode produzir bem-estar em qualquer tipo de situação. E quando me dedique…